Viajar

Vou Viajar

Passaporte Veterinario Clinica-Veterinaria Restelo-ResteloVet

Viajar com animais de companhia (cães, gatos e furões)

Enquanto cidadão europeu pode viajar livremente com o seu gato, cão ou furão, desde seja portador de um passaporte europeu para animais de companhia válido. O passaporte só pode ser emitido por um Médico Veterinário autorizado e deve conter dados comprovativos de vacinação contra a raiva e da desparasitação externa e interna.

Se o seu cão, gato ou furão ainda não tiver 3 meses (e não estiver vacinado contra a raiva) consulte a regulamentação do país de destino.

Só existem passaportes europeus para cães, gatos e furões. Se pretender viajar com outros animais de companhia como, por exemplo, coelhos ou canários, deve consultar a regulamentação nacional e a do país de destino.

Há alguns países como, por exemplo, a Finlândia, Suécia, Irlanda, Malta, Reino Unido e Noruega, que exigem uma titulação antirábica (análise sanguínea para atestar o nível de imunidade) a partir de uma amostra de sangue colhida pelo menos após 30 dias após a data da vacinação antirábica válida, em laboratório aprovado pela UE. A Clínica Veterinária do Restelo, ResteloVet, encarrega-se da sua obtenção.

O animal deve ser portador de um microchip de identificação  ou de uma tatuagem legível (aplicada antes de 3 de Julho de 2011) com código igual ao que figura no passaporte.

A vacina anti-rábica só é válida se o animal já se encontrar identificado. Se for vacinado contra a raiva antes da colocação domicrochip, terá de ser revacinado, pois a vacina anteriormente administrada não é considerada válida para efeitos de circulação.

À primovacinação, a vacina antirrábica só é considerada válida quando administrada há pelo menos 21 dias.

Se a data de revacinação for ultrapassada o animal terá de ser sujeito a nova vacinação e terá de aguardar novamente 21 dias para que esta vacina seja considerada válida para trânsito. 

Regulamento (EU) nº 576/2013