Vacinas

Vacinas

VacinasNa Clínica Veterinária do Restelo, Restelo Vet, cuidamos do seu animal de estimação com a maior dedicação e cuidado.

Existem várias doenças altamente infecciosas e potencialmente mortais que podem afectar a saúde dos nossos animais de estimação. Felizmente, algumas destas doenças podem ser prevenidas através da vacinação.

A vacinação funciona através da estimulação as defesas do sistema imunitário dos animais, tornando-os mais resistentes aos agentes infecciosos e às doenças. E assim, a utilização das vacinas disponíveis contra as doenças infecciosas é altamente aconselhada para garantir a proteção do seu animal.

 


Plano de Vacinação

As vacinas e o esquema de vacinação variam consoante a espécie animal, idade, zona de residência e do estilo de vida dos animais – significando que diferentes animais podem ter diferentes planos de vacinação.

A vacinação deve ser iniciada entre a 6ª e a 8ª semana de vida e requer 2 a 3 tomas iniciais. Contudo, para garantir a segurança do seu animal ao longa da sua vida, é necessário realizar reforços vacinais com uma certa regularidade.

Nos cães, o seguimento de um plano vacinal adequado pode prevenir doenças como a esgana, parvovirose, hepatite infecciosa canina, leptospirose, parainfluenza e a raiva. Adicionalmente, a vacinação contra a Leishmaniose é também uma das melhores medidas de prevenção nos cães.

A vacinação do seu cão contra a raiva e a colocação de microchip é obrigatória por lei, e deve ser efetuada até aos 6 meses de idade.

Nos gatos, as vacinas podem prevenir agentes e doenças como a panleucopénia, a rinotraqueíte infecciosa, herpesvirus e a leucemia felina (FeLV).

Para ajudar a que mantenha o bem estar e saúde do seu melhor amigo tendo as vacinas e desparasitações em dia, a ResteloVet envia um aviso com a antecedência necessária. Deve vir acompanhado do Boletim Sanitário.

Leishmaniose Canina

A leishmaniose canina é uma doença infecciosa, causada por um parasita chamado Leishmania infantum e que é transmitido pela picada de pequenos insectos voadores (flebótomos).

Estes insectos têm uma distribuição mundial e podem ser encontrados em várias regiões do sul da Europa, incluindo Portugal, Espanha, Itália e sul de França.

Cães com acesso ao exterior, de pelo curto e geralmente, animais com idade igual ou superior a 2 anos, correm maior risco de ser infetados. No entanto, gatos e outros animais também podem contrair leishmaniose.

Parvovirose Canina

A parvovirose canina é uma doença infecciosa grave que afecta essencialmente os cães jovens e não protegidos. 

A doença é provocada por um vírus da família parvoviridae: um vírus de pequenas dimensões mas que é altamente contagioso e muito resistente no meio ambiente (pode sobreviver cerca de 6 meses). 

Este vírus afecta gravemente o sistema imunitário e gastrointestinal dos cães, provocando vómitos e diarreias intensas, e frequentemente com sangue. A perda de líquidos e nutrientes conduz a estados de desidratação e prostração grave, que poderão ser fatais se não forem rapidamente corrigidos.